Páginas

segunda-feira, 11 de agosto de 2008

Para Paz.

Amanheceu
-Sou mais uma sobrevivente!
Sou o espetáculo narrado por meus lábios.
Uma vitória a mais testemunhada pelas paredes obviamente brancas.
Um espetáculo -ainda- silencioso.
Só o pulsar parece tomar conta de tudo o que há entre essas paredes.
Todos pulsam juntos.
Meus olhos nem se fecharam para a noite.
Sonhos tão lúcidos.
O dia nasceu novamente.
-Somos todos sobreviventes!

2 comentários:

Vinícius Remer disse...

Sobreviventes desse mundo de caos,
Nasceu ah paz em mim,

Lissa Churumela disse...

Amei o texto, é belissimo!