Páginas

terça-feira, 15 de junho de 2010

Memórias,

O ar estava fresco, o céu completamente azul, o vento soprava devagar, havia tranqüilidade nas montanhas. Mais uma vez ela aproximou-se, retirou o véu, revelou a pele branca, seu rosto por muito tempo ainda era jovem. E então finalmente ela olhou naqueles olhos que há muito eram conhecidos, ele sorriu e a abraçou. Não restava muito tempo para desfrutarem daquele momento.


Ela fechou os olhos, encostou o rosto no peito dele, sentiu o coração pulsar, talvez ali tenha imaginado que aqueles segundos poderiam ser eternos. Passou as mãos em suas costas lentamente, o pano era macio. Subiu um pouco mais, encontrou o pescoço e a pele quente. Apertou os olhos com força, viu novamente todas as cenas que havia compartilhado com ele, ensaiou lágrimas. Abraçados sentiram o cheiro um do outro, ambos sabiam que aquele abraço em vida seria pela última vez.


Sem palavra alguma, olharam-se, sorriram. Beijaram-se.

2 comentários:

... disse...

Maravilhoso!

Mariana Khalil disse...

Memórias dos tempos que ainda virão.